Compartilhar Notícia

A próxima geração de um dos mais aclamados desportivos japoneses será híbrida.

A Toyota assume-se com uma das marcas líderes na oferta de modelos híbridos, pelo que não constituirá surpresa para ninguém o facto da próxima geração do Supra associar uma motorização elétrica com um motor de combustão. Uma informação que até agora carecia de confirmação oficial da marca mas que um vídeo publicado no Youtube (no final do artigo) fez questão de clarificar: o próximo Toyota Supra será mesmo híbrido.

Sabendo-se que o novo Supra será híbrido, agora a grande questão é saber qual vai ser o esquema mecânico adoptado pela marca nipónica. Os motores elétricos estarão acoplados diretamente à transmissão e ao motor de combustão ou funcionarão de forma autónoma? Vão transmitir potência às rodas traseiras ou às rodas dianteiras? Serão quantos motores elétricos, um ou dois? Não sabemos. Mas a julgar pela disposição do motor, o mais certo é que o próximo Toyota Supra adopte um sistema híbrido montado em sequência (motor de combustão, motor elétrico e caixa de velocidades) libertando espaço na traseira para a montagem das baterias – em todo o caso é garantido que será um esquema totalmente diferente da solução encontra pela Honda no novo NSX.

Nível de secretismo máximo

A verdade é que a Toyota tem envolto o desenvolvimento do Toyota Supra no maior secretismo. Em parte porque não quer libertar informação antes de tempo, e por outro lado porque da plataforma do novo Supra vai nascer também um novo modelo da BMW e a Toyota não quer colocar em causa a posição da marca bávara. As duas marcas têm trabalhado em parceria e nenhuma quer ser responsável por revelar informações à concorrência externa.

Publicada em 21/09/2016 - 12:20

Setembro/2015