Compartilhar Notícia

O principal entrave do C-HR para chegar ao Brasil está nos custos de adaptação da plataforma modular TNGA.

Depois de ser esmiuçado no Salão de Paris 2016, o C-HR já tem data para aparecer novamente. A Toyota do Brasil confirmou à reportagem de UOL Carros, nesta terça-feira (11), que irá trazer uma versão conceitual ao evento paulistano.

"Trata-se de um modelo conceitual apenas para demonstração. Por enquanto, não há planos de vendermos este carro", afirma de modo sucinto a fabricante. O Salão acontece entre os próximos dias 10 e 20 de novembro.

Embora a montadora não confirme, o C-HR seria ideal no cenário atual do mercado brasileiro, onde SUVs compactos não deixam de ser moda. Na Europa, ele já está à venda e parte de 22.800 euros (R$ 82 mil limpos) -- para se ter uma ideia, o Honda HR-V equivalente custa pouco mais de 21 mil euros.

 

O que emperra

O principal entrave do C-HR para chegar ao Brasil está nos custos de adaptação da plataforma modular TNGA -- que, por enquanto, fabrica apenas com o Prius, mas que dará origem ao novo Corolla. 

Só que a fabricação local da futura geração do sedã será inevitável, possivelmente até o final de 2017. E apostamos que a Toyota não deverá se manter alheia ao nicho dos SUVs compactos, onde HR-V e Renegade dividem a coroa.

Por isso, UOL Carros acredita que ter a plataforma TNGA localmente é apenas questão de tempo -- e isso seria um excelente movimento para produzir o C-HR, quem sabe até a metade de 2018.

Publicada em 27/10/2016 - 13:09 por UOL

Dezembro/2015